Portal da Cidade Canoinhas

POLITÍCA

Por causa Weinert, folha de pagamento da prefeitura vai subir R$ 752 mil por mês

Saiba o motivo na coluna de Eduardo Bisswurn

Postado em 02/06/2021 às 15:55 |

A prefeitura de Canoinhas acaba de ganhar um custo adicional de R$ 752 mil por mês na folha de pagamento dos servidores da Secretaria Municipal da Educação. 


Decisão judicial recebida há alguns dias obriga o Município a pagar direitos dos professores do plano de carreira do magistério. A lei 38/2011 foi aprovada pelo ex-prefeito Leoberto Weinert. É uma conta que, infelizmente, todo munícipe vai pagar. E por quê? Porque o valor que seria investido em pavimentação, em escola nova e na saúde agora vai para cobrir este rombo mensal da folha de pagamento dos professores criado por Weinert. 


A decisão não cabe recurso. Além do acréscimo mensal da folha que começa a valer a partir do dia 11 de junho, o Município poderá arcar com o pagamento retroativo caso os professores pleiteiem o direito na Justiça. 


E porque na época Weinert não colocou em prática a sua própria lei? Talvez para fazer pavimentação que dava mais voto? Não. As pavimentações de Weinert eram de operações de créditos. O dinheiro da prefeitura na época foi usado para outra coisa.... Em quê? Só fazendo uma busca nos arquivos pra saber!


Cômico: comparar o valor herdado da gestão do MDB que será pago ao investimento da iluminação pública do estádio que está sendo discutida essa semana na Câmara de Vereadores chega a ser cômico se analisarmos o quanto foi enfática a vereadora Zenilda Lemos em vídeo nas redes sociais falando sobre o absurdo de gastar quase 500 mil reais em iluminação. Justamente a vereadora Zenilda que faz parte do MDB que presenteia as contas municipais com esse tipo de erro de gestão passada.


Mal assessorado: parece que um dos principais problemas da gestão do ex-prefeito Leoberto foi sua assessoria jurídica e administrativa. Vale lembrar que na semana passada perdeu seus direitos eleitorais por oito anos em condenação criminal de processo ambiental.

Fica a pergunta: suas assessorias eram apenas cabides ou realmente o assessoravam?


Gestão do fracasso: como exemplo de como não se deve gerir uma instituição, a Universidade do Contestado está tendo a cessão de uso da área onde era o Colégio comercial revista pela câmara de vereadores.

A área central cedida pelo Município de Canoinhas está abandonada pela instituição que, além de promover o desmonte do campus de Canoinhas, parece não ter mais interesse pelos prédios.


De mãos vazias: governador Carlos Moisés esteve de mãos vazias em Três Barras na última sexta-feira, 28. 

Ele veio entregar a licença ambiental da obra de expansão da WestRock e visitar lideranças na região. 

Para vergonha alheia não trouxe nada para Canoinhas: nenhuma liberação, ordem de serviço, nada. 


Entre líderes: no encontro com governador Carlos Moises (foto) esteve presente o prefeito Beto Passos e o prefeito Luiz Schimouguiri, assim como a suplente a deputada federal Norma Pereira.

Vale lembrar que Norma assumiu como deputada durante o afastamento do governador Carlos Moises, quando a titular Carmem Zanotto foi nomeada secretaria de saúde de Santa Catarina.


Alvo: Willian Godoy parece ter virado alvo fixo no noticiário. Parece que não existe nem a intenção de disfarçar.


Esquerda x direita: sabe a diferença entre a esquerda e direita num simples exemplo? Aperte um parafuso. Ao girar para direita você constrói, ao girar para esquerda, destrói.

Fonte:

Receba as notícias de Canoinhas no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias

data-matched-content-ui-type="image_stacked" data-matched-content-rows-num="2" data-matched-content-columns-num="3">